Compressa de água quente ou fria: quando usar cada uma?



Quando alguma parte do corpo sofre um trauma, como uma batida ou uma lesão, não demora muito para a dor, a vermelhidão e o inchaço aparecerem. É nessa hora que surge a dúvida sobre qual compressa fazer: quente ou fria?


Compressa de água fria:


- Edema (inchaço, roxo);

- Pancadas;

- Torções;

- Distensão ou estiramento muscular;

- Lesões nas articulações (ombros, joelhos, cotovelos, tornozelos). NÃO pode colocá-la em cima dos punhos ou atrás do joelho, afinal têm artérias importantes que passam ali.


A ação anestésica do gelo ajuda a evitar que o inchaço e o hematoma na região machucada fiquem muito grandes. Além disso, o gelo diminui o fluxo sanguíneo na região em que está exposto, ajudando a desinchar e diminuir a inflamação no local.


Compressa de água quente:


- Dores crônicas nas articulações;

- Hematomas;

- Torcicolo;

- Cólicas abdominais provocadas pela TPM.


Já a compressa quente tem a finalidade de relaxar a musculatura. Tem função contrária à da fria, ao invés de contrair os vasos, ela dilata, aumentando o fluxo sanguíneo.

No entanto, vale lembrar que as compressas de água não tratam o problema, elas auxiliam na melhora da dor ou inflamação. Então, o ideal é sempre procurar por um médico especializado para realizar o tratamento adequado!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo